09/07/2020

Polícia

Manuela D’Ávila critica governo e convoca união das esquerdas

A ex-candidata a vice-presidente da República, Manuela D’Ávila (PCdoB), criticou o presidente da República, Jair Bolsonaro, em Teresina. “Chegou a hora de Bolsonaro parar de […]

Publicado por: Luciano Coelho Repórter: Luciano Coelho 22/04/2019, 17:58

A ex-candidata a vice-presidente da República, Manuela D’Ávila (PCdoB), criticou o presidente da República, Jair Bolsonaro, em Teresina. “Chegou a hora de Bolsonaro parar de brincar de ser presidente na internet”, disse a comunista em entrevista coletiva.

“O povo brasileiro espera que o presidente Bolsonaro pare de brincar na internet e comece a trabalhar com temas caros para o nosso povo. Somos 15 milhões de desempregados. De um lado espera-se um presidente que não puna mais a sociedade”, disse Manuela, que foi candidata a vice-presidente na chapa encabeçada pelo petista Fernando Haddad, que foi derrotado por Bolsonaro.

Ela criticou o governo e as medidas adotadas até agora. “É um conjunto de medidas que penalizam os mais pobres. A ideia da educação em casa penaliza as mulheres. São eles que teriam que ficar em casa cuidando dos filhos em casa. A reforma da Previdência vai penalizar os idosos mais pobres. As medidas agravam a crise. É um governo atrapalhado e trágico que prejudica os partidos”, afirmou.

“O PCdoB se esforça para que a oposição possa se unir para defender a democracia. A democracia é a base da construção e qualquer alternativa. Queremos que os países se unam e defendemos a unidade do campo político. Os partidos de esquerda têm a responsabilidade de construir alternativas unitárias para vencer as eleições no máximo de municípios possíveis”, disse.

Manuela D´Ávila esteve no Piauí para o lançamento do livro “Revolução Laura” e para participar de um bate-papo sobre o fake news e democracia.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • redacao@notempo.com.br
No Tempo