22/09/2020

Quer o dinheiro da Cepisa prometendo investir

21 de maio de 2019

O Piauí alega ter direito a receber dividendos pela privatização da CEPISA quando esta foi federalizada em 1997. O que significa que ela saiu do controle do Piauí e passou à Eletrobras, ao Governo Federal. São mais ou menos R$ 860,0 milhões. Bom dinheiro.

O Governador Dias promete que dessa vez vai investir o que receber em obras e serviços e não torrar no custeio, como fez quando da venda do BEP e do dinheiro recebido como outorga nas PPP´s: saneamento de Teresina, rodoviárias de Teresina, Picos e Floriano e da CEASA.

Não dá para acreditar, pois nunca informou R$ 1,0 real sequer daquilo que recebeu e tivesse investido, inclusive de forma antecipada. Ainda tentou anunciar planos de investimentos envolvendo o que restou da AGESPISA, mas não foi adiante.

Outra questão que deve ser esclarecida é: por que motivo a CEPISA depois de federalizada, e posteriormente privatizada, o Piauí deveria receber dividendos do Governo Federal?

É bastante sinuoso o discurso de Sua Excelência. Lembram que a federalização da CEPISA foi feita sob veementes protestos de Wellington? Em 1997 disse que era um erro a federalização; depois passou a dizer, por conveniência que o GF teria mais condições de investir na Companhia que o Piauí; depois passou a dizer que estava sendo feita uma verdadeira revolução com o Luz Para Todos; depois que não deveria ser privatizada porque energia era estratégico para o desenvolvimento; depois que foi vendida/privatizada por preço irrisório – foi dada. Agora quer dividendos pelo fato ocorrido em 1997. Ninguém segura tanta opinião.

Quem vê cara não vê coração.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • redacao@notempo.com.br
No Tempo