13/07/2020

O caminhoneiro

30 de junho de 2020

Casei-me com Maria, mas viajo com Mercedes.

Às vezes é melhor ficar quieto e deixar que pensem que você é um idiota, do que abrir a boca e não deixar nenhuma dúvida.

Vitamina de motorista é poeira de estrada.

 Já falei de tudo aqui, ou melhor, quase tudo.

Quase tudo porque neste tempo todo nunca dediquei uma Opinião aos caminhoneiros.

Espero reparar esta grave falha nesta terça-feira, 30 de junho, um dos dias em que se festeja o caminhoneiro brasileiro.

O caminhoneiro é um homem de fibra, corajoso e destemido. É o homem que mora na estrada; é o homem solitário de família distante.

Geralmente enxergamos o motorista de caminhão assim.

Mas isso não é tudo.

Na verdade, o caminhoneiro é um poeta. E não é um poeta qualquer. O caminhoneiro é um poeta a quem nunca faltou inspiração. Ele tem sempre uma frase, um verso. Ele sempre tem uma reflexão, um conselho diante de qualquer situação.

Ele sempre encontra uma maneira de expressar suas saudades. A saudade de casa, a saudade da mulher amada.

É só você andar pelas estradas brasileiras para se deparar com frases nos para-choques dos caminhões. São sempre recados divertidos, às vezes românticos e que nos fazem pensar.

É melhor falar de caminhão do que falar da vida dos outros. Sábia advertência.

Os caminhoneiros brasileiros são verdadeiros poetas das estradas e levam suas mensagens no para-choque dos seus veículos a todos os lugares por onde passam.

Pobre é como disco de embreagem. Quanto mais trabalha mais liso fica. Outra grande verdade.

Perigo não é um cavalo na pista, é um burro na direção. Sábias palavras.

O cachorro só é o melhor amigo do homem porque não conhece o dinheiro.

O rico pega o carro e sai… O pobre sai e o carro pega!

Nenhum poeta renomado, nenhum laureado imortal de academia é capaz de tantas tiradas.

Cada ovo comido é um pinto perdido.

É ou não é verdade?

Não sou notícia ruim, mas ando muito e depressa.

As mulheres perdidas são as mais procuradas.

Ou:

Para comprar caminhão e usar sutiã, precisa ter peito.

É na sua poesia de para choque que os caminhoneiros conseguem transmitir para a nação brasileira todos os seus problemas, as suas angústias, os seus dilemas, todas as suas dificuldades.

O caminhoneiro também é um homem de fé. E não perde oportunidade de mostrar isso.

Fique com Deus. Com Ele eu vou, mas, se não voltar, com Ele estarei.

Boa viagem!

Zxzxzx\zxzx

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • redacao@notempo.com.br
No Tempo