20/09/2020

Geral

Covid-19: Firmino diz que novas medidas adotadas pelo governo são um avanço

Por Wanderson Camêlo O prefeito de Teresina, Fimino Filho (PSDB), demonstrou ter se conformado com o fato de o governador Wellington Dias (PT) ter decretado […]

Publicado por: Luciano Coelho 26/06/2020, 14:27

Por Wanderson Camêlo

O prefeito de Teresina, Fimino Filho (PSDB), demonstrou ter se conformado com o fato de o governador Wellington Dias (PT) ter decretado apenas um bloqueio parcial das atividades, visando reduzir ainda mais a  transmissão do novo coronavírus, em todo o estado. A proposta do chefe do executivo municipal era promover o fechamento total (o chamado lockdown) em Teresina durante uma semana.

Firmino Filho, em pé, ao lado do deputado estadual Júlio Arcoverde e do senador Ciro Nogueira, ambos do Progressistas (Foto: reprodução/Facebook)

Os dois gestores se reuniram, através de videoconferência, novamente nesta quinta-feira (25) para tratar do assunto. Também se fizeram presentes deputados estaduais e representantes do Tribunal de Justiça do Estado. 

Apesar do lockdown, Dias decidiu endurecer mais as medidas que visam garantir o isolamento social. Quem for pego circulando sem equipamento de proteção, por exemplo, será multado.

O novo bloqueio parcial passa a valer a partir de sexta-feira, 26, e vai até esse domingo (28). Na próxima semana haverá continuidade, só que com um dia a mais: o lockdown tem início na quinta-feira (2) e dura até domingo (5), com o fechamento de alguns serviços essenciais.

Firmino disse, em vídeo divulgado em suas redes sociais, que a iniciativa do governo do Estado foi um avanço. 

“Falei da necessidade de termos um período de isolamento social mais rígido antes do reinício das atividades econômicas na capital. Conseguimos avançar; teremos sete dias de fortes restrições na cidade de Teresina: três dias nesta semana e quatro na próxima. Encaramos essa proposta como pacto pela cidade; não podemos falhar. Diminuir o número de novos casos, de hospitalizações e de óbitos pela Covid-19 agora será decisivo”, destacou o chefe do executivo teresinense. 

A partir do dia 06 do próximo mês o executivo estadual vai começar a promover a flexibilização das atividades comerciais; será a primeira etapa do chamado Pacto de Retomada Organizada das Atividades Econômicas (Pro Piauí), que inclui a reabertura da construção civil e de clínicas de saúde. 

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • redacao@notempo.com.br
No Tempo