09/07/2020

Geral

Peste suína tem novos focos investigados no Piauí

O número de focos de Peste Suína pode aumentar. Dois focos foram confirmados na cidade de Lagoa do Piauí. O Estado decretou estado de emergência […]

Publicado por: Luciano Coelho Repórter: Luciano Coelho 22/04/2019, 16:23

O número de focos de Peste Suína pode aumentar. Dois focos foram confirmados na cidade de Lagoa do Piauí. O Estado decretou estado de emergência sanitária e foi constituída uma força tarefa para adotar medidas sanitárias e fiscalizar as propriedades rurais na região.

O prefeito de Lagoa do Piauí, Antônio Neto, confirmou que há novas suspeitas de casos de peste suína que já estão sendo investigados no município. Mais de 20 animais já foram abatidos e os criadores estão sendo indenizados, mas o valor está sendo pago abaixo do preço de mercado.

Técnicos da Adapi fiscalizam os rebanhos suínos em localidades no município de Lagoa do Piauí

“Os fornecedores vendem o quilo de carne a R$ 7, e o governo está pagando R$ 4,50. Pelo menos não será um prejuízo total”, comentou o prefeito citando casos nas comunidades Caraíbas, Corredores e agora no povoado Jacaúna. Mas o dinheiro ainda não foi pago aos criadores.

Há mais de 20 dias a Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (Adapi) está fiscalizando os rebanhos suínos e nos casos constatados, os animais foram abatidos.

O presidente da Associação de Criadores de Suínos do Piauí, Pedro Calixto, informou que o governo liberou cerca de R$ 200 mil na semana passada para que as indenizações sejam pagas. Ele acredita que os primeiros criadores que tiveram os animais sacrificados comecem receber as indenizações na próxima semana, já que a burocracia reduziu com o Decreto de Emergência Sanitária.

Leia também

Contato
  • (86) 99972-0111
  • redacao@notempo.com.br
No Tempo